Covid: estudo aponta sinais de neuroinflamação em pessoas recuperadas

Mon, 09 Aug 2021 09:38:19 -0300 / 0 Comentários

Um estudo feito pelo Centro Médico Acadêmico Cleveland Clinic, nos Estados Unidos, com pessoas recuperadas de quadros graves da covid-19 encontrou sinais de neuroinflamação semelhantes aos que aparecem em pacientes que sofrem de Alzheimer. Essas alterações tornam essas pessoas mais vulneráveis a desenvolver doenças que podem interferir nas atividades profissionais.

A neurocirurgiã Vanessa Holanda, do Hospital Beneficência Portuguesa em São Paulo, analisou o estudo e diz já detectar casos assim entre seus pacientes.

E o impacto da covid-19 na vida profissional é justamente o que tem afetado o locutor Joubert Carvalho. Em maio, ele teve covid e passou dez dias na UTI. Até hoje, ainda não consegue desenvolver o trabalho como antes.

Ao perceber que muitas pessoas já recuperadas da covid apresentavam sequelas, especialistas do Núcleo Ampliado de Saúde da Família criaram um projeto de reabilitação. O atendimento é feito numa Unidade Básica de Saúde de Taguatinga, no Distrito Federal. A fonoaudióloga Suzy Mashuda integra o grupo e dá dicas para quem passou por quadros graves da doença.

De acordo com a fonoaudióloga, as sequelas mais comuns são fraquezas musculares, alterações respiratórias, lapsos de memória, depressão, ansiedade e insônia.

Logo Radioagência Nacional