Alunos de escola utilizam guarda-chuva dentro de sala de aula

Wed, 06 Nov 2019 10:17:34 -0300 / 0 Comentários

Alunos do 3º ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Tuiuti, em Gravataí (RS), precisaram usar guarda-chuva na sala de aula para poder estudar na segunda-feira (4). O motivo é a demora na recuperação dos prédios da escola.

Uma professora registrou o empenho de professores e turma para garantir a aquisição de conhecimentos, inclusive em sala improvisada, na biblioteca da instituição.

A diretora revelou que a espera pelas obras prejudica os 1.200 alunos dos ensinos Fundamental, Médio e Técnico, em três turnos.

Em junho a escola chegou a ser ocupada por pais e estudantes que reclamavam dos graves problemas na estrutura dos prédios da instituição. No ano passado, conforme o Centro dos Professores do Estado do RS, o forro de uma das salas de aula desabou.

Desde então, os alunos passaram a estudar em locais improvisados, como a biblioteca, a sala de informática e o espaço multimídia. E, uma vez por semana, havia revezamento destes espaços, entre os estudantes.

A Secretaria Estadual da Educação (SEC) informou na época que haviam sido destinados R$ 155.911,30 para a realização dos reparos em quatro prédios da escola, explicando que o atraso no cronograma ocorreu devido a um aditivo no contrato que foi solicitado pela empresa responsável. Confirmou, ainda, que o valor de R$ 45 mil já havia sido liberado, e que o prazo total da reforma, do início até a entrega, era de até 90 dias.

O prazo, contudo, não foi cumprido. Um dos quatro prédios será entregue apenas na segunda quinzena de novembro. Os demais, de acordo com a direção da escola, estão ainda em processo de licitação.

Com informações: Correio do Povo